Incêndio consome parte da Shoprite de Cacuaco

Duas naves da empresa Ok Mobiliária e uma parte da loja da Unitel, com produtos a serem comercializados, foram consumidos ontem pelo incêndio de médias proporções que deflagrou, por volta das 13 horas, no supermercado Shoprite do município de Cacuaco, em Luanda

O porta-voz dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros, Faustino Miguéns, declarou ontem, à imprensa, que os especialistas da sua instituição estão a trabalhar para apurar as reais causas do incidente. 

“Todos os esforços serão feitos para nas próximas horas podermos esclarecer”, frisou. Desabafou que o SPCB está preocupado com a forma reiterada com que ocorrem incêndios nas instalações desta rede de supermercado, tendo em atenção que não é a primeira vez. 

Há sensivelmente cinco anos, os efectivos evitaram a deflagração de um incêndio de grandes proporções, numa loja da rede Shoprite, localizada no bairro do Zango-II, município de Viana. 

Recorrendo ao Decreto Presidencial 195/11, de 8 de Julho, Faustino Miguéns disse que as normas de segurança contra incêndio estão bem espelhadas. Porém, existe é uma certa resistência por parte de algumas instituições em acatá-las. 

“Nós temos feito referência de que o incêndio só quando alguma coisa falha do ponto de vista preventivo. Ainda verifica-se algumas instituições que não têm permitido que as autoridades competentes façam o seu trabalho, desde as inspecções, reinspecções e vistoria”, frisou. 

Apesar de ainda não ter sido concluído a investigação que visam apurar a origem do sinistro, dados preliminares atestam que terá sido originado por um provável curto-circuito. Quinze minutos depois de terem sido informados da ocorrência, os bombeiros compareceram ao local para cumprirem com as suas obrigações, no entanto, só conseguiram controlado o fogo depois de duas horas. 

Foi necessário a intervenção de 30 efectivos dos profissionais afectos aos quartéis de Cacuaco, do KM 25 e do Cazenga. Esta é a terceira instalação da rede Shoprite, em Luanda, que pega fogo em menos de 10 anos no país. 

A primeira aconteceu a 27 de Julho de 2014 na área dos armazéns do supermercado, no bairro Palanca. 

Este incêndio de grandes proporções causou avultados prejuízos materiais a esta empresa que esta entre as maiores do país. No ano seguinte, a 09 de Setembro de 2015, ocorreu outro incêndio de grandes proporções na loja da rede Shoprite, no bairro Zango II, município de Viana, devido a um curto-circuito. Porém, só não aconteceu o pior graças à pronta intervenção dos bombeiros. 

leave a reply