Congresso Nacional de Leitura online do Brasil encerra com “Quarentena Literária”

De acordo com a programação, o 3º Congresso Nacional de Leitura online do Brasil”- Conaler, encerra esta noite com uma “Quarentena Literária”, que vai contar com depoimentos da poetisa e actriz Ave Terrena

O 3º Congresso Nacional de Leitura online do Brasil”- Conaler, que teve início no passado dia 3, sob a chancela do Observatório do Livro e da Leitura e curadoria do jornalista e escritor Galeno Amorim, encerra esta noite, de acordo com a programação que pode ser vista no site da organização.

De acordo com a referida programação, para esta noite a partir das 19 horas do Brasil, o evento arranca com uma live com a escritora Marina Colasanti, ao que se seguirá um Sarau Literário com os escritores João Carrascoza e Menalton Braff, a cantora e compositora Ana de Hollanda e Gleyce Tavares (membro do Clube de Leitura 6.0) e às 21 horas a “Quarentena Literária” com depoimento da poeta e actriz Ave Terrena.

O congresso que vai na sua terceira edição, reuniu na sua programação conferências, palestras, depoimentos, saraus e sessões de cinema, com transmissão gratuita pela Internet. As lives com apresentadores e convidados foram transmitidas ao vivo, com grandes nomes do mundo dos livros e da literatura do Brasil e do exterior. A sessão de abertura ficou por conta do historiador francês Roger Chartier, um dos mais maiores especialistas em leitura do mundo.

Entre os palestrantes deste ano, cujos temas das discussões centraram-se no mote “O livro e a leitura em tempos de pandemia”, estiveram presentes nomes como Cristóvão Tezza, Viviane Mosé, Zuenir Ventura, Ignácio de Loyola Brandão, Mary Del Priore, Florestan Fernandes Jr, Daniel Munduruku, Fernanda Takai, Marina Colasanti, da moçambicana Tânia Tomé, entre outros.

O Conaler é uma iniciativa do Observatório do Livro e da Leitura, uma fundação sem fins lucrativos que tem por missão fomentar projectos de leitura junto de populações vulneráveis e formar mediadores e multiplicadores de leitura a fim de contribuir para a transformação das pessoas e da sociedade.

De salientar que as edições anteriores do Conaler, que já eram realizadas no modo online muito antes da pandemia do novo Coronavírus (a primeira delas foi em 2016), alcançaram enorme repercussão e tornaram acessíveis a muita gente para discussão de grandes temas e grandes nomes da área dos livros do Brasil e do mundo. Em 2020, diante da necessidade de isolamento social, com todo mundo em casa, esta é uma edição simplesmente imprescindível, pode ler-se no site da organização.

leave a reply