Editorial: Um novo normal

Jornal OPaís edição 1924 de 09/08/2020

As medidas apresentadas pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, que deverão vigorar durante a situação de calamidade pública declarada por força da pandemia da Covid-19, indicam dois caminhos com os quais teremos de conviver até que exista uma vacina ou outra solução que nos ajude a lidar com a doença.

Nota-se, rigorosamente, o desejo de se continuar a preservar, ao máximo, a vida humana, apostando-se na prevenção, através do uso de máscaras e respeitando as medidas tomadas anteriormente.

Por outro lado, é também notório a preocupação em relação ao retorno das actividades económicas e sociais para que o país ultrapasse as dificuldades cada vez mais acentuadas, como a insistente falência de empresas e o consequente aumento do número de desempregados.

Um novo normal nos é apresentado. O do retorno de uma vida supostamente normal, com o chamamento até de indivíduos então protegidos durante o Estado de Emergência, e ao mesmo tempo a imperiosidade de um controlo cerrado quanto à doença, sobretudo para os mais vulneráveis, isto é, aqueles que possuem outras patologias.

Como já prognosticavam alguns experts, infelizmente a Covid- 19 parece ter vindo mesmo para ficar. Porque, quando se aceita uma maior abertura de serviços, aumento do pessoal e algumas actividades até então proibidas, não há dúvidas de que, tal como o esforço para nos mantermos vivos, teremos de fazer um outro para que as coisas regressem à normalidade. Saber lidar com a doença será, hoje, a única divisa.

leave a reply