Explosão destrói base militar na capital da Somália, com pelo menos oito mortos

Uma grande explosão atingiu uma base militar na capital da Somália, Mogadíscio, perto de um estádio, no Sábado, matando pelo menos oito pessoas e ferindo 14, disseram funcionários de emergência, e o grupo militante Al Shabaab assumiu a responsabilidade.

 Soldados abriram fogo após a explosão, que lançou nuvens de fumo para o ar, disse Halima Abdisalan, mãe de três filhos que mora perto da área. “Corremos para dentro de casa com medo”, disse ela à Reuter

 “Logo pude ver uma carrinha militar em alta velocidade e carregou muitos soldados cobertos de sangue. Eu não sei se eles estavam todos mortos ou feridos. ” O oficial do Exército, Major Abdullahi Mohamud, disse que foi um ataque. “Deve ser um carro-bomba suicida, agora estou a transportar as vítimas”, disse ele.

 Reivindicando a responsabilidade pelo incidente, o porta-voz das operações militares do grupo Al Shabaab, Abdiasis Abu Musab, disse: “Conduzimos uma operação de martírio com sucesso numa importante base militar apóstata em Mogadíscio”.

 “O inimigo sofreu muitas baixas e feridos, veículos militares destruídos.” A Somália está envolvida em violência mortal desde 1991, quando os chefes de guerra do clã derrubaram o líder Siad Barre e se voltaram uns contra os outros.

Desde 2008, a Al Shabaab luta para derrubar o governo central internacionalmente reconhecido e estabelecer o seu governo com base na sua própria interpretação da lei islâmica Sharia.

leave a reply

O Pais

Deve ver notícias