Escritora moçambicana Tânia Tomé no congresso de leitura brasileiro

A participação de Tânia Tomé ocorreu a 3 deste mês, através de um Sarau Literário com o escritor Daniel Munduruku, a educadora Cláudia Costin e o actor Paulo Betti (todos brasileiros), que participam em várias telenovelas da Globo exibidas em Moçambique

A escritora, poetisa e coach internacional foi uma das autoras convidadas dà III Edição do CONALER – Congresso Nacional de Leitura Online do Brasil.

A participação de Tânia Tomé aconteceu no dia inaugural, 3 deste mês, através de um sarau literário com o escritor Daniel Munduruku, a educadora Cláudia Costin e o actor Paulo Betti (todos brasileiros), que participam em várias telenovelas da Globo exibidas em Moçambique.

Sob o lema “Livros e leitura em tempos de pandemia”, a III Edição do CONALER, que termina Domingo, conta com a participação de 40 intervenientes de diferentes áreas sociais, entre brasileiros e cidadãos de outros cantos do mundo, sendo que, nesta edição, a moçambicana Tânia Tomé é a única participante africana.

 “Para mim é uma grande honra ser uma das autoras convidadas, mas ser também a primeira e única africana neste evento brasileiro que já vai na sua terceira edição. Além de ser a única africana, sou, de facto, uma das mais jovens do evento e das poucas negras”.

Tânia Tomé referiu que o reconhecimento que tem no Brasil é realmente extraordinário. “O Brasil fez um tributo ao meu trabalho como escritora, em 2011, com a Biblioteca Nacional do Brasil, e, depois, o meu livro [Agarra-me o sol por trás] tornou-se referência bibliográfica da pós-graduação em Letras Vernáculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro, uma vez que o meu livro Succenergy está na lista dos 15 Livros para ler em 2020”.

Com a inclusão de Tânia Tomé nesta edição, a organização pretendeu acrescentar à iniciativa uma voz na motivação e no incentivo à leitura.

 Segundo a autora de Succenergy, o evento que conta com a participação de poetas, escritores, jornalistas, filósofos e actores é importante porque ajuda na desconstrução de uma série de paradigmas e crenças, para que o Homem possa evoluir.

“Só o conhecimento ligado à qualidade das nossas reflexões e nossas atitudes, e acções poderão fazer a diferença”.

Convidados

Entre outros convidados à III edição do CONALER–Congresso Nacional de Leitura Online estão Monja Coen (Monja Zen Budista), Cristiane Sobral (escritora), Roger Chartier (historiador e escritor), Luiz Ruffato (escritor e jornalista, que no ano passado participou no Resiliência, em Maputo) e Vitor Tavares (Presidente da Câmara Brasileira do Livro).

O CONALER–Congresso Nacional de Leitura Online, a cada edição, reúne conferências, palestras, depoimentos, saraus e sessões de cinema, com transmissão gratuita pela Internet. As lives com apresentadores e convidados são transmitidas ao vivo.

O CONALER é uma iniciativa do Observatório do Livro e da Leitura, uma fundação sem fins lucrativos que tem por missão fomentar projectos de leitura junto a populações vulneráveis e formar mediadores e multiplicadores de leitura a fim de contribuir para a transformação das pessoas e da sociedade. Os seus dirigentes são personalidades com um histórico de actuação em temas relacionados aos livros, leitura, literatura e bibliotecas, no Brasil e no exterior.

leave a reply

O Pais

Deve ver notícias