Avaria do aparelho ultrapassada e mais 56 pessoas infectadas com a Covid

As autoridades confirmaram, nas últimas 24 horas, mais 56 novos infectados, dos quais dois são de transmissão local na província de Cabinda e o restante de Luanda. Foram registadas duas mortes, contabilizando 80 óbitos no total e mais seis recuperados, segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda

O secretário de Estado da Saúde Franco Mufinda, anunciou ontem, durante a actualização do balanço diário sobre a situação epidemiológica no país, em Luanda, a morte de dois cidadãos e a ocorrência de mais 56 casos de infecção. Quanto às mortes, o responsável, que aproveitou a ocasião para dar a conhecer a reparação do maior aparelho de fluxo de biologia molecular, garantiu que as vítomas são dois cidadãos angolanos. O primeiro com 59 ou o segundo 63 anos de idade, respectivamente. Mufinda esclareceu ainda que dos 56 novos infectados, dois ocorreram por transmissão local na província de Cabinda. Os casos estão associados a indivíduos com idades compreendidas entre 19 e 95 anos.

Do grupo, 43 são do sexo masculino e 13 feminino. Com os novos 56 casos, o país conta agora com 1.735 casos positivos, 80 óbitos, 575 recuperados e 1.080 activos. Entre os casos activos, cinco encontram-se em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, ao passo que 22 são graves, 22 moderados, 35 com manifestações leves e 996 são assintomáticos. Até ao momento, segundo Franco Mufinda , o laboratório analisou 48.298 amostras, 1.735 tiveram resultados positivos. “Aproveitamos informar que já ultrapassamos a avaria que foi, até ontem, verificada num dos aparelhos de biologia molecular com maior fluxo. A prova disso é o aumento dos casos que acabamos de anunciar há pouco tempo”, garantiu.

Mais de 60 pessoas receberam alta nas últimas 24 horas

Por outro lado, o responsável contou que nas últimas 24 horas mais 91 pessoas receberam alta, sendo 46 na província de Luanda, 38 em Benguela, cinco no Bié e duas no Cuanza-Norte. O Centro de Segurança Pública (CISP) recebeu, nas últimas 24 horas, 65 chamadas. Uma das chamadas foi sobre um caso suspeito de Covid-19 e outra relacionada com uma violação da cerca sanitária. Por outro lado, 63 foram pedidos de informação sobre o vírus.

5.765 cidadãos multados por não usarem máscaras

O porta-voz do Ministério do Interior, comissário Waldemar José, que apresentou a estatística do período correspondente de 26 de Maio a 8 de Agosto, anunciou o registo de algumas baixas no referido período. Ocorreram quatro atropelamentos por desobediência de cidadãos que passaram pelas barreiras policiais e abalroaram as vítimas. Foram ainda registadas 17 agressões dirigidas a efectivos dos Órgãos de Defesa e Segurança, três homicídios, um dos quais frustrado. Waldemar José disse que durante este período efectuaram 4.100 detenções, 902 por desobediência, 2.656 por violação da cerca sanitária nacional, 231 por violação da cerca sanitária provincial, sete por corrupção a agentes da autoridade, 304 por desacato e resistência às ordens das autoridades de defesa e segurança. Foram efectuadas ainda 6.584 apreensões de veículos e motorizados, nomeadamente 1.887 viaturas por excesso de lotação no exercício de táxi e 4.697 por actividade de moto-táxi. O director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério do Interior explicou que, durante o referido período, foram aplicadas 6.890 multas em Luanda e no município do Cazengo. Destas 5.765 foram para cidadãos que não usavam máscaras.

leave a reply