Cidadão chinês morto no campo de mineração de Zijin no Congo, diz a empresa

Um cidadão chinês foi morto durante um ataque a um campo de mineração administrado pelo Zijin Mining Group Co na madrugada desta Terça-feira no sul da República Democrática do Congo, disse um relatório no site da empresa

O funcionário foi baleado na mina de cimento e calcário Carrilu, na província de Lualaba, enquanto a equipa do campo tentava afastar sete agressores, disse o relatório. Um cidadão congolês também ficou ferido na operação, mas sua condição não era considerada potencialmente fatal. O governador de Lualaba e o ministro das minas da província não responderam imediatamente a um pedido de comentário.

A empresa disse que o incidente não afectou as operações no projecto Kamoa-Kakula Copper, uma joint venture com a Ivanhoe Mines que é considerada a maior descoberta de cobre de alto teor não desenvolvida do mundo. Apesar dos riscos de segurança, o Congo atraiu biliões de dólares em investimentos de mineradores chineses nos últimos anos. Em Abril, três cidadãos chineses foram mortos na província de Ituri, no nordeste do país. Zijin comprou a participação majoritária na mina Carrilu em Kolwezi, perto da fronteira com a Zâmbia, em Junho do ano passado por cerca de US $ 38 milhões, de acordo com o relatório anual de 2019 da empresa.

leave a reply