Pompeo reúne com líderes polacos, assina pacto de defesa e discute sobre a Bielorrússia

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, encontrou-se com o primeiro-ministro polaco Mateusz Morawiecki, em Varsóvia, no Sábado, onde os dois discutiram um novo acordo de defesa e o seu apoio ao povo da Bielorrússia Pompeo e Morawiecki também discutiram a pandemia Covid-19, garantindo redes 5G e um novo acordo bilateral para cooperar no desenvolvimento do programa de energia nuclear civil da Polónia, disse uma porta-voz do Departamento de Estado.

O pacto de defesa, firmado no mês passado, fará com que o número de soldados dos EUA na Polônia suba para pelo menos 5.500. Isto custará à Polónia cerca de 500 milhões de zlotys (USD 134,79 milhões) a mais por ano.

O negócio também envolve o desenvolvimento de experiência para as forças polacas nas áreas de reconhecimento e comando, com a possibilidade de mais forças americanas virem para a Polónia em caso de aumento da ameaça.

O ministro da Defesa da Polónia, Mariusz Blaszczak, foi citado pela agência de notícias estatal PAP, dizendo que o país seria capaz de aumentar rapidamente o número de soldados dos EUA para 20.000, se necessário.

A visita de Pompeo a Varsóvia ocorre após paradas na República Tcheca, Áustria e Eslovênia como parte de uma viagem regional com foco na segurança cibernética e energética. Pompeo também discutiu a situação na Bielorrússia, que enfrenta novas sanções da UE por causa da eleição disputada no Domingo passado.

leave a reply