Autoridades procuram contactos directos do primeiro caso de Covid-19 na Huíla

As autoridades sanitárias do município do Lubango estão, desde Quarta-feira, a recolher materiais para a realização de testes aos contactos directos do primeiro caso positivo de Covid-19 na província da Huíla. Trata-se de uma cidadã que viajou de Luanda para Lubango a fim de participar num óbito do seu parente, tendo violado a cerca sanitária.

O bairro Comercial passou a merecer uma atenção redobrada da parte das autoridades sanitárias desde que o secretário de Estado da Saúde, Franco Mufinda, anunciou ter sido detectado o primeiro caso de Covid-19 na Huíla.

Localmente já começaram a ser tomadas algumas medidas com vista a conter a propagação da doença, nomeadamente, na colecta de amostras para a realização dos testes rápidos aos contactos deste portador do vírus.

Sem adiantar o número, Jeremias Cayeye, especialista do departamento de Saúde Pública e Controlo de Endemias do Gabinete Provincial da Saúde, explicou que, todos os indivíduos que tiveram contacto com o primeiro caso, já foram encaminhados ao centro de quarentena institucional, localizado na centralidade da Quilemba.

“Nesta altura, nós estamos a fazer a testagem dos contactos directos deste paciente que veio de Luanda. Começamos a fazer o encaminhamento de todos estes contactos para o centro de Quarentena”, disse. Entretanto, a portadora do novo Coronavírus permaneceu nove dias nesta província antes de ter sido detectada, facto que faz com que, o bairro comercial esteja sob fortes medidas de vigilância.

Apesar disso, as autoridades sanitárias ponderam a possibilidade de se decretar cerca sanitária ao referido bairro, de forma a se evitar a proliferação da doença no resto da cidade do Lubango. Esta medida, só será tomada caso os resultados dos testes realizados seja positivo.

“Nesta residência em que nos encontramos houve problema de óbito, por isso, estamos a fazer todo o esforço no sentido de encontrar todos aqueles que cá estiveram para os procedimentos normais”, revelou.

Primeiro caso de Covid-19 na Huíla é assintomático

A directora do Gabinete Provincial da Saúde, Luciana Guimarães, disse que o primeiro caso confirmado positivo é assintomático e encontra-se em quarentena institucional na Centralidade da Quilemba, arredores da cidade do Lubango. “Ela não está internada em qualquer unidade sanitária e não está a tomar qualquer medicação, por ser assintomática.

Mas está a ter o devido acompanhamento” esclareceu. Por outro lado, Luciana Guimarães fez saber que a província da Huíla já reúne todas as condições para garantir assistência médica e medicamentosa para aqueles pacientes que estejam, efectivamente, contaminados pela Covid-19.

João Katombela, na Huíla

leave a reply