Carapau apreendido no navio “Olutorsky” aguarda por decisão ministerial

As mil e duzentas toneladas de carapau apreendidas em Julho do corrente em duas embarcações ucranianas, na cidade do Lobito, a favor do Estado, continuam a aguardar por orientação do ministério da Agricultura e Pescas, para que se dê o destino final, informou ontem, Domingo, o director provincial do pelouro em Benguela, José Gomes, segundo a Angop.

Segundo o responsável, que falava à margem da cerimónia de abertura do Recenseamento Agro-Pecuário e Pescas (RAPP), o pescado apreendido continua conservado no município da Baía Farta, numa das pescarias constituída como “fiel depositária”.

“Como vocês sabem, os dois navios foram apreendidos por prática de infracções administrativas, numa altura em que a pesca de carapau estava sob veda nas águas nacionais”, referiu José Gomes, acrescentando que “se está a aguardar por uma decisão superior para que se dê o destino final ao produto”.

O director enfatizou que os produtos perecíveis levantam preocupação quanto ao tempo de conservação, tendo em conta que estão em congelação há mais de 40 dias, pelo que acredita que em breve as autoridades competentes venham a se pronunciar.

Quanto a segunda embarcação que se supõe ter seguido à Luanda com carapau a bordo, disse, sem desmentir, que cabia ao ministério da Agricultura e Pescas baixar orientações, mas, ao que sabe, terá havido orientações no sentido de desembaraçar o barco, o que terá sido feito, seguindo viagem para Luanda.

Em relação à multa de 500 milhões de kwanzas aplicada aos infractores, José Gomes disse que esta foi aplicada a favor do estado angolano, devendo ser paga no prazo de 30 dias, contados da data da sua aplicação, pelo que faltam ainda alguns dias para ter tempo vencido.

As mil e duzentas toneladas de carapau, uma espécie cuja captura observa um período de veda que vai de Maio a Julho, encontram- se armazenadas numa das pescarias do município da Baia Farta, onde, eventualmente, o Executivo terá que arcar com mais despesas relacionadas com o seu longo período de conservação.

leave a reply