SADC valoriza empenho dos Estados membros no combate à Covid-19

O presidente em exercício da SADC, o tanzaniano John Magufuli, valorizou os esforços dos países membros da organização no combate à Covid-19, acções que têm permitido reduzir o impacto da doença na região.

Segundo uma nota da organização, por ocasião do 17 de Agosto, dia da criação da SADC, o também presidente da República Unida da Tanzânia enviou condolências às famílias que perderam entes-queridos devido ao novo coronavírus e desejou rápida recuperação aos doentes de Covid-19.

Segundo o responsável, os estados membros da SADC tomaram as devidas medidas para combater a Covid-19 e por esses esforços conjugados foi possível reduzir o impacto da pandemia na região. Segundo o responsável, as estratégias adoptadas pelos estados membros da SADC para travar a Covid-19 permitiram que os países da região continuassem a implementar os seus programas e projectos regionais.

Afirmou que os países da SADC continuam ainda a executar o Plano Estratégico Indicativo de Desenvolvimento Regional (RISDP), cuja validade expira este ano, ao mesmo tempo que iniciam a formulação do novo programa para os próximos 30 anos. Apelou aos estados membros da SADC no sentido de continuarem a trabalhar juntos não só na superação dos impactos da Covid-19, mas também na preparação para a situação pós-pandemia.

Realçou, por outro lado, o papel dos presidentes membros fundadores da SADC pela iniciativa histórica de formar a organização, com o objectivo de servir de vanguarda às aspirações de liberdade, unidade e solidariedade dos povos e governos da região.

Homenageou os presidentes fundadores da organização já falecidos, pelo seu empenho em prol da causa da SADC.

John Magufuli assumiu a presidência da SADC a 17 de Agosto de 2019.

Comemora-se a 17 de Agosto o aniversário da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), instituída em 1992, sucedendo a Conferência de Coordenação da África Austral, em consequência das alterações verificadas no quadro político-social da região, até então existente. Integram a SADC Angola, África do Sul, Botswana, RDC, Comores, eSwatini, Lesotho, Madagáscar, Malawi, Maurícias, Moçambique, Namíbia, Seychelles, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.

leave a reply