Ginástica procura novos ventos em Benguela

A direcção eleita para o quadriénio 2020/2024 tem à cabeça Amândio Chipalanga, sendo que na sua agenda de trabalhos conta com projectos de massificação da modalidade, bem como criar condições técnicas e administrativas para angariar patrocínios

O novo presidente da Associação Provincial de Ginástica de Benguela, Amândio Chipalanga, disse que no ciclo olímpico vigente (2020/2024) vai massificar mais a modalidade.

O dirigente desportivo fez saber que a ginástica deverá chegar aos outros municípios, uma vez que há jovens com capacidade técnica e táctica apurada para o efeito.

Programas de refrescamento para treinadores, árbitros e monitores também constam da agenda de Amândio Chipalanga, pois o desenvolvimento da disciplina em questão passa pela formação.

Sporting de Benguela, Trans Cambanda e o Atlético da Zona A são os clubes de ginástica da província de Benguela, sendo que participam com regularidade nas competições domésticas.

No cargo, Amândio Epalanga substitui João Gabriel, dirigente que durante 12 anos liderou a Associação Provincial de Ginástica de Benguela envolto em altos e baixos.

Ainda assim, deixa o cargo com o sentimento de missão cumprida, aliás o novo presidente conhece a modalidade e está disposto a superar as expectativas e garantir melhores condições de organização.

leave a reply