Governo do Cunene quer maior colaboração no RAPP 2019/2020

A vice-governadora para o sector Político, Económico e Social no Cunene, Soraya Mateus Kalongela, pediu ontem, Segunda-feira, em Ondjiva, maior colaboração dos pescadores, criadores de gado e produtores agrícolas, no processo de Recenseamento Agro-Pecuário e Pescas (RAPP 2019/2020)

Ao falar no acto de lançamento do RAPP no Cunene, Soraya Mateus Kalongela disse que para se alcançar os resultados esperados é indispensável a colaboração dos médios, pequenos e grandes operadores, criadores e produtores tradicionais do sector agro-pecuário.

Informou que este importante inquérito, saber quantas parcelas existem, número de gado bovino, caprino, assim como de aves, é um bom controlo estatístico em alinhamento à estratégia nacional de desenvolvimento 2015/2025.

“O RAPP vai disponibilizar ao Executivo informações reais sobre o principal activo económico, de modo a responder às medidas de planeamento, monitorização e avaliação de iniciativas de desenvolvimento à diversificação da economia”, afirmou.

Disse que são orientações gerais estabelecidas no programa de desenvolvimento de médio prazo do sector agrícola 2013/2017, que é um dos principais programas prioritário no plano de desenvolvimento nacional (PDN) 2018/2022, associado à estratégia nacional de segurança nutricional.

O processo, com a duração de seis meses, será realizado em quatro módulos, listagem, comunitário, exploração familiar e empresarial, numa iniciativa do Governo de Angola e será executado por uma comissão integrada pelo gabinete da Agricultura Pecuária e Pescas e os serviços provinciais do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Participam no Recenseamento Agro-Pecuário e Pescas (RAPP 2019/2020), 100 elementos, entre os quais 43 recenseadores, divididos em 10 grupos, a par de técnicos informáticos, cartógrafos e supervisores.

leave a reply