Banca e seguradoras disponíveis para incentivar sector produtivo

O sector bancário e de seguros está disponível para apoiar o incentivo ao sector produtivo, afirmaram, nesta Quarta-feira, em Luanda, responsáveis dos sectores em causa.

Segundo os responsáveis do sector que participaram na conferência denominada Segurança Alimentar e Gestão de Recursos Naturais no contexto da Covid-19, organizada pela revista Economia e Mercado, a banca é uma das ferramentas para impulsionar o sector produtivo.

Jorge Gomes Veiga, director-geral do Agro Bic, informou que a instituição tem aprovados 10 projectos, tendo financiado, em 2019, 26 projectos. P

or seu turno, Jorge da Silva, director de pequenas e médias empresas do BAI, deu a conhecer que a instituição contribui de forma rápida no incentivo à produção nacional.

“O nosso banco conseguiu dar respostas às pequenas e médias empresas. Flexibilizamos e facilitamos qualquer projecto agrícola“, frisou. Filomena Oliveira defende a presença da banca nas zonas rurais como forma de levar os seus produtos ao sector da agricultura familiar.

“Se quisermos ser competitivos no sector agrícola temos que envolver todos e não apenas os grandes produtores”, disse.

Para Henriques Raimundo, em representação da Saham Angola Seguros, a experiência permite ajudar no crescimento do sector agrícola e produtivo com políticas abrangentes. Admitiu a existência de alguns erros no mercado, mas tudo tem sido feito para se melhorar a sua actuação.

leave a reply