Substituto de Adingono fechado em copas na direccção do Petro

A direcção do Petro de Luanda, segundo uma fonte deste jornal, continua a driblar a imprensa no que concerne à contratação do novo treinador para a época 2020/2021. Falou-se do português André Martins, mas este negou qualquer contacto com o emblema angolano

O departamento de basquetebol do Petro de Luanda, segundo uma fonte do O PAIS, continua no mercado a sondar um novo técnico para a equipa sénior masculina, visando a época 2020/2021.

Nos corredores do clube tricolor, fala-se que o substituto do camaronês Lazare Adingono pode ser um estrangeiro.

Aliás, o nome do português André Martins faz eco mas a direcção fecha-se em copas sobre o assunto da contratação do novo timoneiro. Em declarações à imprensa, o treinador da seleccção sub-23 de Portugal disse que não manteve qualquer contacto com a direcção presidida por Tomás Faria.

Por isso, continua a fazer o seu trabalho nas camadas de formação na pátria lusa de cabeça erguida rumo às futuras competições europeias.

“Não mantive contacto com o Petro de Luanda em relação à assinatura de contrato”, adiantou o técnico português. Assim, aguarda-se por um pronunciamento oficial da equipa tricolor no que concerne à divulgação oficial do novo treinador.

O presidente do Petro de Luanda, Tomás Faria, disse que não chegaram a acordo com o Lazare Adingono por várias razões.

O dirigente fez saber que o camaronês queria contrato de dois anos, porém a direcção queria somente contrato de um ano.

Com as cores do Petro de Luanda, Lazare Adingono conquistou vários troféus, sendo que a sua saída não terá agradado alguns adeptos, mas a direcção é soberana.

O treinador de nacionalidade camaronesa conquistou o Campeonato Nacional da bola ao cesto (2018/2019). Na final, a melhor de sete jogos, o Petro vergou o seu rival de longa data por 4-3, jogo que ficou na história.

leave a reply