Cabo Verde distinguido no concurso internacional de poesia e microcontos

A poetisa cabo-verdiana, Glória Sofia, conseguiu a distinção de 5º classificado no concurso internacional de poesias e microcontos “Los Migrantes”, organizado pela União Mundial dos Poetas para a Paz e Liberdade, onde participaram mais de 100 autores internacionais

O concurso contou com a participação de 132 poetas de 32 países. Nancy Vechio (Argentina) conseguiu a primeira posição com o poema “Destejer la tierra”, seguindo-se Laura Erzado, do Equador, Michela Zanarella (Itália) e Edwin Gaona Salinas (Equador).

Glória Sofia disse ter escrito o poema (Quero ir para casa) há “uns nove anos”. “Inspirei-me na minha primeira viagem, quando tinha 22 anos. Eu e a minha amiga numa conversa casual sugerimos que devêssemos dar uma volta pela Europa durante 10 dias. Com mochilas às costas, juventude nos pés, risos escandalosos na alma apanhamos o comboio”, disse em declarações à Agência de Notícias Inforpress.

A jovem realçou que desde aquela viagem, passando pela maternidade e toda a fase de vida e das fronteiras concluiu que a sua casa é ao pé dos seus filhos.

“Hoje os jurados da União Mundial de Poetas pela Paz e pela Liberdade distinguiram “Quero ir para casa” como uma das melhores poesias no “concurso de poesia internacional e micro-conto emigrante. Se esta distinção fosse anos atrás, o meu ego ficaria, sem dúvida, gordo e vaidoso.

Mas agora que já compreendo uma milésima fracção de todos os mundos olho para os meus filhos e digo: “mama….”. Eles comemoram como se fosse eu anos atrás”, sublinhou.

Glória Sofia Varela Monteiro, “desde sempre marcada pelas emoções”, como refere, nasceu a 14 de Fevereiro, dia dedicado ao amor e aos enamorados, no ano de 1985, na cidade da Praia.

Originária de uma “família humilde”, o trilho da sua existência levou-a depois de terminar o liceu a rumar para o arquipélago dos Açores, Portugal, onde se licenciou em Engenharia e Gestão do Ambiente.

Desenvolve várias actividades nas áreas culturais, frequentando várias tertúlias poéticas, colaborando em inúmeros sites e revistas. Participou em Festivais Internacionais de Poesia em (Curtea de Arges) Roménia (2016), (Istambul) Turquia (2017), Ditet & NaimitMacedônia/Albania (2018).

 Escreveu o prefácio do livro “Florescer” da escritora Teresa Ruas, foi nomeada para se candidatar ao ‘Rolex Mentor and Protégé Arts Initiative’. Possui ainda “diversos poemas” musicados pelo cantor Américo Brito e pelo grupo Batuque Lantuna, para além de poesias traduzidas “em mais de dez línguas”. Reside actualmente na Holanda, onde, além de escrever poesias e contos, vive o “amorperfeito” pelos seus filhos.

Tem textos publicados em vários sites e revistas: youngpoets.eu, Azahar, Miombo Publishing Lepan Africa, entre outras. Autora de quatro livros e mais de 12 antologias no mundo inteiro em várias línguas, em 2018, Glória Sofia publicou o seu primeiro livro infantil: Abriel (Editora Brial).

 

leave a reply