Editorial: O exemplo de Malanje

Jornal OPaís edição 1939 de 24/08/2020

O sucesso do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) vai depender do controlo e da fiscalização que for feito pelas empresas de fiscalização e pelo fiscal-mor: o povo.

Depois do exemplo do Lóvua, em que a administração local decidiu afastar duas empresas de fiscalização por não acompanharem os trabalhos, exemplos vários vão surgindo para que se imprima uma nova dinâmica envolvendo outros actores.

O exemplo que nos chega de Malanje vai neste sentido. Numa visita de campo que efectuou no município do Quela, o governador Norberto dos Santos ‘Kwata Kanawa’ disse que ‘ é necessário que os sobas, regedores, sobetas e os jovens ajudem a administração municipal nas acções de inspecção às empreitadas, de forma a se aferir se estão a ser executadas com perfeição e qualidade’.

Muito do que foi mal feito no país emanou desta falta de responsabilização dos empreiteiros e alguma conivência até de entidades públicas. Hoje é comum ouvirmos lamentações, quando algumas destas construções, hoje em degradação, poderiam ser evitadas.

Ao denunciar possíveis anomalias, os futuros beneficiários estarão também a preservar o futuro e lutar para que tenham melhores infraestruturas.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!