Bengo anuncia novo concurso para educação

Um novo concurso público na Educação na província do Bengo acaba de ser anunciado pelo governo, nesta quarta-feira, em Caxito.

O novo concurso substitui um anterior , realizado em 2019, na província, que foi oportunamente anulado devido a irregularidades constatadas no processo segundo afirmou a ministra da Educação, Luísa Grilo, em entrevista à TPA, na terça-feira.

O processo de inscrição deverá iniciar a 01 de Setembro visando o preenchimento de 489 vagas para professores do ensino primário e secundário, cujos testes estão marcados para 22 de Outubro.

Luísa Grilo admitiu que em alguns casos que estiveram na origem da anulação do anterior concurso “podem configurar crime” pelo que o dossier está em posse da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Segundo a ministra houve casos em que concorrentes fizeram provas no lugar de outrem e situações de ausência do requerimentos a solicitar a vaga ou do cartão de inscrição e certificados falsos. A governante alertou que “o aconteceu no Bengo poderia levar-nos, outra vez, a um sistema de professores com muitas deficiências”.

O processo de inscrição terá a duração de 20 dias úteis segundo reportou a Angop citando um despacho conjunto dos ministérios da Educação, Finanças, Administração do Território e da Administração do Estado. O documento orienta que “aos candidatos sem agregação pedagógica para as carreiras técnicas profissionais será dada a oportunidade de a obterem quando estiverem a exercer”. O concurso não  estará aberto a candidatos com 35 anos sem justificação legal, certificados do ensino superior sem o reconhecimento do INAAREES, declarações de frequência de curso e certificados que habilitam o candidato a uma profissão diferente ao da docência, para as vagas do ensino primário.

leave a reply