Empregadas domésticos queixam-se de violação dos seus direitos

As trabalhadoras domésticas da cidade do Lubango, capital da província da Huíla denunciaram que os seus patrões têm cortado os seus salários , suspender os contratos e até ordenar “despedimentos anárquicos” sem aviso prévio ..

A acção estaria a decorrer desde Abril último, segundo a Angop, que reporta que as queixas da maioria dos casos ouvidos    tem a ver com o incumprimento da  inscrição na Segurança Social,  o direito a  de férias disciplinares, a compensação por trabalhos extraordinários, gratificações anuais, dentre outros direitos..

 

leave a reply