Bié realiza feira agrícola em simultâneo em todos os municípios

No âmbito do evento que vai na sua segunda edição, o governador da província anunciou a recepção de 200 toneladas de fertilizantes, a serem fornecidas pelo Ministério da Agricultura e Pescas nos próximos dias. Entretanto, adverte que a quantidade não cobre as necessidades

Ao avançar ontem a informação na abertura da II edição da Feira da Batata e do Milho de produção local, no Cuito, o governador do Bié, Pereira Alfredo, realçou que as quantidades não vão cobrir todas as necessidades da província, mas servirão para minimizar as dificuldades dos camponeses.

Quanto à feira da batata, disse que a exposição tem a particularidade de ser realizada, em simultâneo, em todos os municípios da província, medida adoptada para evitar a mobilidade de expositores e outras entidades para o Cuito, face à Covid-19.

Participam na segunda edição da Feira da Batata e do Milho de produção local 200 expositores e espera-se um volume de exposição de produtos diversos de 8 mil e 134 toneladas, com realce para a batata rena, milho, feijão, mel, entre outros.

O governo do Bié, segundo do Pereira Alfredo, está comprometido em apoiar os camponeses e agricultores. A título de exemplo, no âmbito do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI), referiu que na província estão registadas 18 cooperativas e 21 agentes agregadores que receberão financiamento da banca para a promoção do agro-negócio.

Pediu aos bancos comerciais a serem mais céleres na atribuição do crédito às cooperativas e empresas, visando dar respostas às necessidades dos camponeses na campanha agrícola 2020/2021.

A II edição da Feira da Batata e do Milho de produção local tem como propósito a divulgação e promoção de vendas dos produtos produzidos localmente, face ao desígnio nacional de diversificação da economia e da redução das importações.

O certame decorre sob lema “Bié, apoio à produção e comercialização sustentável”. Para este ano, os expositores estão a vender no local, produtos como o milho, feijão, mandioca, arroz, batata-rena, batata-doce, bem como hortícolas diversas.

A primeira edição aconteceu em 2019, no município do Chinguar. A exposição tem por objectivo estimular a produção agrícola em grande escala com vista a satisfazer a demanda interna, aproximar o produtor familiar e empresarial com os potenciais compradores, promover o escoamento da produção local, divulgar as potencialidades da província.

leave a reply