Regresso do desporto depende

Depois do encontro da ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula Sacramento Neto, e os representantes das federações desportivas, o director do Centro Nacional de Medicina do Desporto, João Mulima, revelou que ainda não há garantia de que a Comissão Inter-ministerial contra a Covid-19 vai dar luz verde ao regresso do desporto.

João Mulima explicou que foi apresentado uma proposta, apenas uma proposta, para avaliar e ser analisado, mas acredita que tudo dependerá da evolução da pandemia.

“Os testes são da responsabilidade dos proprietários dos atletas, ou seja, com os clubes, mas na nossa proposta é que os custos relacionados com a testagem que é a primeira medida de biossegurança.

João Mulima acrescenta que os balneários não serão utilizados para actividades de prelecção, mas, sim, para questões fisiológicas.

“Na verdade, as actividades de prelecção deverão ser realizadas por detrás das balizas, no caso do futebol, futebol salão, andebol e hóquei em patins, ao passo que o basquetebol poderá ser debaixo da tabela”, esclareceu.

Por sua vez, o presidente cessante da Federação Angolana de Futebol (FAF) espera pela garantia do MINJUD na questão dos testes.

leave a reply