Trump aceita nomeação do Partido Republicano e alerta para ‘anarquia’ de Biden

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aceitou a nomeação do Partido Republicano na convenção partidária nesta Quinta-feira (27).

Ele comparou a sua posição com a do rival democrata, Joe Biden, e associou o ex-vice-presidente com “violentos anarquistas”. “Em nenhum momento antes os eleitores enfrentaram uma escolha mais clara entre dois partidos, duas visões, duas filosofias ou duas agendas”, disse Trump.

“O seu voto decidirá se protegeremos os americanos cumpridores da lei ou se damos rédea solta aos violentos anarquistas, agitadores e criminosos que ameaçam os nossos cidadãos.

E esta eleição decidirá se defenderemos o modo de vida americano ou se permitiremos um movimento radical desmontá-lo e destruí-lo completamente.”

Trump afirmou que o Partido Republicano condena a violência em cidades como Kenosha e noutras cidades administradas pelos democratas.

O presidente dos Estados Unidos também criticou o rival Biden por permanecer calado sobre os distúrbios durante toda a convenção democrata na semana passada.

Trump prometeu cortar impostos “muito substancialmente” e tornar o país a superpotência manufactureira do mundo. Trump, citando o baixo desemprego recorde, disse que fez mais pela comunidade negra em três anos do que Biden fez em 47 anos.

Esta eleição, acrescentou Trump em discurso em frente à Casa Branca, decidirá se os Estados Unidos irão “criar rapidamente milhões de empregos bem remunerados ou se esmagaremos as nossas indústrias e enviaremos milhões desses empregos para o exterior”.

A respeito da crise criada pelo Coronavírus, Trump prometeu que os Estados Unidos terão uma vacina segura até ao final do ano e que juntos os estadunidenses vão “esmagar o vírus”.

leave a reply