FestNeto-Cunene-2020 abre, Segunda-feira, no município do Cuanhama, província do Cunene

A pouco menos de 24 horas da abertura do festival, membros da organização e outras individualidades, desdobram-se pelos diferentes municípios da província, que acolherão o evento, limando assim as últimas arestas, e tendo em atenção a observância das medidas de biossegurança e higienização. O município do Cuanhama, o mais populoso da província foi este ano escolhido para a abertura do referido festival

Por:Augusto Nunes

Tudo a postos para a abertura, nesta Segunda-feira, 1, de Setembro, da V edição do FestNeto-Cunene 2020, evento que homenageia o Poeta Maior e Fundador da Nação Angolana, António Agostinho Neto, numa iniciativa do Movimento Cultural do Cunene, com o apoio da Fundação Dr. António Agostinho Neto. Professores, estudantes, escritores, músicos, artistas plásticos, encenadores, munícipes e outas individualidades aguardam com muita expectativa pela abertura do festival, não obstante algumas alterações no seu modelo de apresentação, segundo Hamilton Venokanya, coordenador do evento.

“Aproveitamos desde já agradecer as administrações municipais da Cahama e do Cuvelai por terem aceitado albergar a V edição do FestNeto-Cunene-2020”, disse. O festival, que este ano realizase pela primeira vez, na primeira quinzena deste mês, tem como palcos principais, os municípios do Cuanhama, de Cahama e do Cuvelai, e decorrerá sob o lema “Um Poeta a Caminho do Centenário”. O município do Cuanhama, o mais populoso da província com 211 mil habitantes, foi escolhido para a abertura da edição do festival, que amanhã tem início, e desta vez, com um novo modelo de actuação tendo em conta as medidas que se impõem por razões da Covid-19. Recitais de poesia, artes cénicas, música, entre outras atracções, marcarão a abertura do evento que se prolongará até 8 de Setembro.

Ainda sob o signo “Em Cada Palavra Um Gesto Melhor”, com o qual se identifica o Movimento Cultural do Cunene (MCC), responsável pela organização do evento, a festa prosseguirá com outras actividades, como o lançamento da revista Literária “Manguxi”, no site, do Palavra e Arte, ao que se seguirão palestras em forma de trabalho de campo, e, como meio de mobilização, a distribuição de materiais sobre a Vida e Obra de António Agostinho Neto. A agenda do festival, contempla ainda a distribuição de folhetos com a biografia resumida do Poeta Maior, incluindo as medidas de biossegurança sobre a Covid-19. Recorde-se que o município do Cuanhama, que acolhe a abertura do evento, tem uma extensão de 20,255 quilómetros quadrados e tem 360,491 habitantes. É limitado a Norte pelo município de Cuvelai, a Leste pelo município de Menongue, a Sul pelo município de Namacunde, e a Oeste pelo município de Ombadja.

leave a reply