Mundo artístico “chora” Chadwick Boseman

Artistas de diferentes pontos do globo e de variadas áreas da arte lamentam a morte do actor norte-americano Chadwick Boseman, ocorrida em Los Angeles, nesta Sexta-feira (28), por conta de um cancro colorrectal, contra o qual vinha a lutar desde 2016. Mundialmente conhecido por dar vida ao personagem Pantera Negra na Saga “Vingadores”, Chadwick atingiu o quarto estágio da doença – caracterizada por abranger tumores que acometem um segmento do intestino grosso (o cólon) e o recto, – tendo cedido à morte, aos 43 anos. A família do actor, a partir da sua página oficial do Instagram, confirmou a morte, ontem, quando eram 3 horas da manhã (Angola), num comunicado que se fazia acompanhar de uma foto de Chadwick a preto e branco. “É com luto imensurável que confirmamos o falecimento de Chadwick Boseman.

Por:Adjelson Coimbra

Chadwick foi diagnosticado com câncer de cólon de estágio 3, em 2016, e lutou com ele nestes últimos quatro anos à medida que progrediu para a fase 4”, pode ler-se. Para a família, Chadwick foi um verdadeiro lutador que preservou tudo para trazer muitos dos filmes “que vieste a amar tanto. Da 5 Bloods, Ma Rainey’s Black Bottom de August Wilson e vários outros, todos foram filmados durante e entre inúmeras cirurgias e quimioterapias. Foi honra de sua carreira dar vida ao Rei T’Challa em Pantera Negra”. O actor deu os últimos suspiros em casa, ao lado da sua esposa e família. Não tardou e vários foram os artistas de diferentes pontos do globo que se consternaram com o acontecimento.

Em Angola, por exemplo, o cineasta Hochi Fu caracteriza este momento como um luto para todo o cinema negro. “Sou fã dele, não só inspirou-me como realizador africano e negro, mas como alguém que está no mundo do cinema há muito tempo e viu o seu brilho só depois dos 40. É tão triste perder uma inspiração, mas sabemos que os trabalhos dele estarão para sempre aqui entre nós. Perdemos um irmão, mas ganhamos um ícone”, disse. Segundo Fu, Boseman é mais uma estrela no céu. Os artistas partem, mas as suas obras permanecem para sempre.

Ainda em Angola, artistas como Yola Semedo, Marita Vénus, Dji Tafinha, Gilmário Vemba e Edy Sexy lamentaram a morte do de Boseman com a publicação de uma foto do mesmo. Por outra, o músico Chris Brown, na sua página do Instagram partilhou desenhos da autoria do actor, com a legenda: “Coração quebrado… pintei a primeira imagem há algum tempo antes do filme cair, quando o Kobe faleceu eu pintei sobre ele, mas ainda assim o mantive na imagem. Luz e amor para a sua família! Descanse em paz, Rei!”. O autor de “Fine By Me”, no fim de sua publicação usou as hashtags #f*ck2020 e #f*ckcancer.

Colegas da Marvel reagem à morte

O actor australiano, Chris Hemsworth, que interpreta o personagem Thor – Deus do Trovão, escreveu: “Vou sentir a tua falta, amigo. Absolutamente desolador. Uma das pessoas mais genuínas que conheci. Envio todo o amor e apoio à família enlutada”. Já Chris Evans, outro nome sonante da Marvel, que personifica Capitão América, manifestou-se absolutamente arrasado. Evans acrescenta que isto é mais do que de partir o coração, continuando que Chadwick foi, para si, especial, um verdadeiro amigo, um artista profundamente comprometido e constantemente curioso. Poucos artistas têm tanto poder e versatilidade, segundo “Capitão América”. “Ele ainda tinha tanto trabalho incrível para criar. Sou infinitamente grato pela nossa amizade. Descanse no poder, Rei”, complementou.

Chadwick irradiava carisma e alegria

O director da Marvel Studios, Kevin Feige, na sua conta do Twitter escreveu que a morte de Chadwick é absolutamente devastadora. “Ele era o nosso T’Challa, nosso Pantera Negra e nosso amigo querido. Todas as vezes que ele entrava no set, irradiava carisma e alegria, e todas as vezes que aparecia na tela criava algo realmente inesquecível. Ele deu vida a muitas pessoas incríveis com o seu trabalho e ninguém era melhor em interpretar grandes homens. Ele era tão inteligente, bondoso, poderoso e forte quanto qualquer pessoa que ele interpretou”, lembrou. Além da Marvel, a Netflix também lembrou “T’Challa” como um herói em todos os sentidos. “Descansa no poder Chadwick Boseman, cujos presentes viverão para sempre”, comunicou.

leave a reply