País recupera primeiro paciente crítico de Covid-19 com ventilação mecânica invasiva

O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, revelou, ontem, à imprensa, que nas últimas 24 horas foram confirmados 80 novos casos de Covid-19, com um óbito e 13 recuperados, entre os quais a do primeiro paciente crítico com ventilação mecânica invasiva, desde que se registaram os primeiros casos de Coronavírus no país

texto de Maria Teixeira
fotos de Nambi Wanderley

As autoridades sanitárias angolanas confirmaram  , ontem, em Luanda, a recuperação de mais 13 novos pacientes, dos quais a alta clínica do primeiro paciente doente de Covid-19 que se encontrava sob ventilação mecânica invasiva e entubado, na clínica Sagrada Esperança, em Luanda. Segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, trata-se do primeiro caso de sucesso que recuperou depois de permanecer sete dias sob ventilação mecânica invasiva e 21 dias nos cuidados intensivos e entubado. Franco Mufinda, que falava na habitual apresentação diária sobre a pandemia no país, no CIAM, disse que os novos 80 infectados têm idades compreendidas entre um e 88 anos, dos quais 47 são do sexo masculino e 33 do sexo feminino. Mufinda esclareceu que um dos 80 infectados é da província de Cabinda, três de Benguela e nove do município do Soyo, província do Zaire. Os restantes casos são de Luanda, registados nas localidades de Talatona, Ingombota, Viana, Belas, Maianga, Sambizanga e Cacuaco.

No entanto, mais um cidadão angolano de 40 anos de idade faleceu, ontem, no município de Viana, em Luanda, em consequência da Covid-19. Deste modo, o país tem um acumulado de 2.551 casos positivos confirmados de Covid-19, com 107 óbitos, 1.041 pacientes recuperados e 1.403 activos. Entre os doentes activos, dois estão em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, 23 em estado grave, 36 moderados, 45 leves e 1.301 assintomáticos. Franco Mufinda recordou que até à presente data, apenas quatro províncias do país estão sem o registo de casos positivos, nomeadamente a Lunda-Sul, Cuando Cubango, Namibe e Huambo.

Cerca de 600 amostras processadas nas últimas 24 horas

O governante explicou que em termos laboratoriais, em biologia molecular por RT-PCR, o país processou, nas últimas 24 horas, 583 amostras, das quais 80 foram positivas. O total de amostras processadas até à presente data por RT-PCR é de 56.245 amostras, das quais 2.551 positivas e 53.694 negativas. Por outro lado, Mufinda contou que, no mesmo período, 60 pessoas receberam alta, sendo 35 na província de Luanda e 25 na Huíla. O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu, nas últimas 24 horas, 49 chamadas, todas relacionadas com pedidos de informação sobre a Covid-19. O governante fez saber também que, nesse momento, os centros de tratamento controlam 302 doentes que carecerem de seguimento, sendo que o restante das pessoas estão a cumprir o isolamento domiciliar. Sublinhou que a formação dos profissionais de saúde continua a todos os níveis.

leave a reply