Apenas três províncias sem casos de covid-19 em angola

Nas últimas 24 horas, as autoridades sanitárias anunciaram a infecção de mais 73 pessoas por Covid-19, entre as quais se encontra a primeira da província da Lunda-Sul, um cidadão angolano que violou a cerca sanitária de Luanda. Das 18 províncias, 15 já registaram casos de Covid-19, estando sem contágios o Namibe, Cuando Cubango e Huambo, segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda

O governante, que falava na habitual actualização de dados sobre a pandemia no país, em Luanda, informou que cidadãos com idades compreendidas entre cinco e 85 anos compõem o grupo dos 73 novos infectados detectados ontem. Deste leque, 41 são do sexo masculino e 32 do sexo feminino.

Um dos cidadãos é o primeiro caso da província da Lunda-Sul, mas importado de Luanda. Trata- se de um cidadão angolano que violou a cerca sanitária da capital do país, para se dirigir à cidade de Saurimo, onde vive.

Segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, o cidadão em referência chegou à capital da Lunda-Sul, Saurimo, no dia 23 do corrente mês e foi submetido à quarentena e foi nessa condição que se fez a colheita da amostra e o posterior envio ao laboratório do Instituto Nacional de Luta Contra a Sida, onde se fez a análise na base da biologia molecular e se identificou o caso como positivo.

Entre os novos infectados constam também dois casos do município do Cazengo, província do Cuanza-Norte, e um em Cabinda. Os restantes casos são de Luanda, registados nas localidades de Viana, Belas, Ingombotas, Talatona, Maianga, Rangel, Cacuaco e Kilamba Kiaxi.

Franco Mufinda fez saber que nas últimas 24 não foi confirmado nenhum caso de óbito por Covi- 19, tendo sido recuperadas mais 22 pessoas.

O governante sublinhou que das 18 províncias do país, apenas três estão sem contágio do vírus da Covid- 19, nomeadamente o Namibe, Cuando Cubango e Huambo.

Angola soma 2.624 casos positivos com 107 mortes

Com os 73 casos avançados ontem, Angola passa a registar 2.624 casos positivos de Covid-19, com 107 óbitos, 1.063 recuperados e 1.454 activos. Entre os doentes activos, dois estão em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, 23 em estado grave, 36 moderados, 47 leves e 1.346 assintomáticos. Nas últimas 24 horas foram processadas 316 amostras na base de biologia molecular por RT-PCR, das quais 73 positivas.

O total de amostras processadas até agora pelo laboratório de biologia molecular por RT-PCR é de 56. 561, dos quais 2.624 são positivas.

Por outro lado, o responsável contou que nas últimas 24 horas 10 pessoas receberam alta, sendo cinco da província de Luanda e igual número da Huíla.O governante fez saber também que, nesse momento, os centros controlam 309 dos doentes internados activos, sendo que o restante das pessoas está a cumprir o isolamento domiciliar.

Começa hoje a testagem em massa de 5 mil taxistas

Franco Mufinda informou que hoje, a partir das 8 horas, dar-se-á início à testagem em massa, por meio de testes rápidos serológicos a um total de 5 mil taxistas. Os testes decorrerão no Marco Histórico 4 de Fevereiro, no município do Cazenga, em Luanda, bem como na vila de Cacuaco no largo adjacente às bombas da Sonangol.

Por outro lado, o responsável disse que continuam com a supervisão em todos os eixos que compõem o plano de contingência. “Continuamos a abastecer as províncias em termos de testes, medicamentos, consumíveis, material de bio-segurança de uma forma geral e outros meios hospitalares”, assegurou.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu, no período em referência, 38 chamadas, das quais uma denúncia de violação da cerca sanitária e 37 foram pedidos de informação sobre a Covid-19.

De recordar que o novo Coronavírus (SARS-CoV-2), responsável pela pandemia da Covid-19, surgiu na China em Dezembro de 2019. O surto espalhou-se pelo mundo e já vitimou centenas de milhares de pessoas, tendo levado a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia global.

 

leave a reply