Exposição: Januário Jano mostra performances na exposição colectiva “London Grads Now” em Londres

Nesta mostra, além de expor o seu trabalho, o artista angolano integra ainda a equipa de curadores, responsável pela selecção das obras de artistasestudantes da Inglaterra

O artista plástico angolano, Januário Jano, integra o leque de 150 estudantes de artes de Londres (Inglaterra), que participam na exposição colectiva “London Grads Now”, que será inaugurada a 2 de Setembro, cujo intento é assinalar a reabertura da Galeria Saatchi, na Inglaterra.

Nesta amostra que reúne mais de 200 obras, que ficará patente até 25 daquele mês, Januário mostrará duas instalações, a “Vitruniano” e “Anastasis”, com as quais pretende cativar a atenção do público, naquele país.

Além de expor, o artista angolano fez também a curadoria, responsável pela selecção das obras dos talentosos estudantes da Goldsmiths: University of London, instituição onde o mesmo frequenta uma pósgraduação em Arte.

Participam ainda, além da referida instituição, estudantes das principais escolas de arte de Londres, nomeadamente a Royal College of Art, UCL: Slade School of Art, Goldsmiths: UAL: Chelsea College of Arts, UAL: Wimbledon College of Arts, UAL: Camberwell College of Arts and UAL: Central Saint Martins.

Pelo número de obras que serão expostas, ao mesmo tempo, vão ocupar sete espaços da galeria, em que cada uma das áreas terá a curadoria de professores e artistas-estudantes.

Trajectória

Januário Jano, artista visual, nascido em Luanda (Angola, vive e trabalha entre Luanda, Londres e Lisboa. Actuamente está baseado em Londres, onde está a concluir o mestrado em Arte na Goldsmiths University of London.

Em 2005, o artista terminou a sua graduação na Universidade Metropolitana de Londres, Inglaterra, e, desde então, está envolvido em projectos de pesquisas que têm sido o centro do seu trabalho artístico.

Trabalha principalmente com pintura, instalação, vídeo e fotografia, usando mistura de mídia e material para desenvolver um corpo de trabalho relevante nos rituais do seu labor.

Como um dos mais proeminentes artistas angolanos, segundo os críticos de arte, Januário Jano foi, recentemente, reconhecido pela equipa de curadores da galeria White Cube como um dos artistas que da exposição colectiva “Tomorrow: London”, que sinalizou como arranque das actividades do mercado de arte da cidade londrina pós-pandemia, com artistas finalistas mais destacados dos cursos de mestrado em artes no Reino Unido.

Participou ainda do “Public Notice: An Exhibition”, projecto com curadoria de Kira Wainstein e Holly Pollard (curadores emergentes) que teve como finalidade levar a arte aos espaços públicos, ocupando algumas das ruas mais emblemáticas de Londres.

leave a reply