Valas de drenagem do Talatona entre as prioridades

entre as várias dificuldades que o município de Talatona apresenta, as valas de drenagem, actualmente, representam prioridade, por causa da época chuvosa que se avizinha, segundo disse o admininistrador Ermelindo Pereira, durante a visita de constatação da governadora de Luanda, Joana Lina

O administrador municipal do Talatona, Ermelindo da Silva Gonçalves Pereira, frisou que a governadora provincial de Luanda visitou o seu município para constatar in loco os problemas da municipalidade, entre as quais do sector da educação, saúde, vias de acesso, segurança, valas de drenagem, entre outros. Apesar de todas as preocupações necessitarem de intervenção urgente, a situação prioritária são as valas de drenagem, por causa do período chuvoso que se avizinha e as consequências registadas nesta época, bem como a escola 9023 localizada no distrito urbano da Cidade Universitária, bairro da Sapu II, que merece ser intervencionada.

Quanto aà pontes do Karmoteiro, Benfica e Molhada, a solução para os problemas que apresentam no período chuvoso seria a macrodrenagem da província de Luanda. Ermelindo explicou que o rio Cambamba absorve as águas que vêm das bacias da área do Kilamba, Victoria Garden e vai até ao Benfica. As consequências chegam até à comuna do Mussulo, pelo facto a situação é prioritária. No que toca à vedação do centro materno infantil do Mbonde Chapé, contou que a sua equipa recebeu orientação da governadora, no sentido de a direcção municipal e da unidade de saúde criarem condições para solucionar a preocupação em breve.

Questionado sobre as razões que levaram a não resolver o problema antes, Ermelindo Pereira disse que está a dirigir o município há apenas nove meses e encontrou alguns problemas que vai resolvendo quando há possibilidade. Sobre a vala que está junto ao condomínio Pelicano, afirmou que ela não começa e nem termina no espaço urbano.

A direcção do condomínio trabalhou internamente para melhorar o canal, mas ainda é necessário trabalhar por fora e pensa que será necessária uma intervenção de engenharia mais pesada. Durante a visita foi criada uma comissão para trabalhar na vala, constituída pelos funcionários da administração do Talatona, do Governo Provincial de Luanda e do condomínio Pelicano com o intuito de uma dar solução definitiva.

De lembrar que a governadora da província de Luanda, Joana Lina, visitou ontem o município de Talatona, no âmbito das visitas de constatação do estado actual dos municípios da província de Luanda. A visita teve início às sete horas, na administração munici
pal de Talatona e às oito horas a equipa do GPL e da administração partiu para o primeiro ponto, no centro materno infantil Emílio Nkai, na comuna do Mussulo, as pontes do Karmorteiro, do Benfica e a bacia de retenção da Vanan também mereceram a atenção da governadora.

Visitaram ainda o Gabinete do administrador municipal, a passagem de nível da Quinta Rosalinda, a fábrica de embalagens, o centro materno infantil do Mbonde Chapé, o condomínio Pelicano, a escola 9023 e a visita terminou no CEARTE, local onde realizou-se a auscultação e concertação com os munícipes.

leave a reply