BUE suspende mais de mil números de identificação fiscal

Mais de mil empreendedores que constituíram desde 2012 micro e pequenas empresas no Balcão Único do Empreendedor (BUE) em Caxito, província do Bengo, poderão ver os seus números de identificação fiscal (NIF) suspensos, por não exercerem a actividade.

Grande parte destas pequenas empresas nunca recebeu financiamento e não têm como dar seguimento a sua actividade e, por essa razão, não pagam impostos, mas acumularam dívidas fiscais, informou à Angop o responsável do BUE em Caxito, Van-Dúnem Paím.

Adiantou que, neste momento, o BUE trabalha com a Administração Geral Tributária (AGT) para suspender o NIF destes empreendedores, pelo facto de não terem capacidade para pagar imposto. Brevemente, disse, o BUE vai desenvolver uma campanha de sensibilização e esclarecimento para incentivar os empreendedores a formalizarem os seus negócios, pois existe ainda um grande número no sector informal da economia na província do Bengo.

Disse estar na forja um projecto que prevê a fusão do Balcão Único do Empreendedor (BUE) com o Guichê Único da Empresa (GUE), para aproveitar as infra-estruturas e dar uma maior velocidade na constituição de empresas. “O BUE serve para apoiar o pequeno negócio e é constituído gratuitamente, com a fusão, poder-se-á constituir empresas com marca” informou. Nesse momento, quatro técnicos do Balcão Único do Empreendedor do Bengo (Bue) estão no Guichê Único da Empresa (GUE) em Luanda a receber novos conhecimentos sobre o licenciamento de cooperativas. Em Caxito, foram constituídas desde 2012 mais de dez mil micro e pequenas empresas.

(Angop)

leave a reply