Executivo ordena abertura de escolas a 5 de Outubro

A ministra da Educação, Luísa Grilo garantiu que parte das escolas já dispõem de condições de biossegurança e prometeu viseiras protectoras a todos os professores. Anunciou a testagem aleatória aos gestores, funcionários administrativos e docentes. Os sindicatos dizem que não existem as condições anunciadas, mas mostram-se prontos a colaborar

A retoma das aulas far-se-á de forma gradual com as classes finalistas de cada ciclo de ensino, nomeadamente 6ª, 9ª, 12ª, 13ª classes e o ensino superior a serem as primeiras escaladas para o ensino presencial, em todas as províncias do país.

A ministra da Educação, Luísa Grilo, anunciou, ontem, em Luanda, que nas demais classes do ensino secundário, 7ª, 8ª, 10ª e 11ª começam as aulas no dia 19 de Outubro, sendo que para o ensino primário o Executivo definiu o dia 26 do mesmo mês.

As crianças do ensino primário só poderão ter aulas num máximo de duas horas lectivas, enquanto o ensino secundário deverá permanecer nas salas por um período de 3 horas e meia. Para os dois casos foi cancelado o intervalo no pátio escolar, havendo apenas uma pausa de cinco minutos no interior da sala.

 

 

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para [email protected] e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.

 

leave a reply