CARTA DO LEITOR // A triste realidade em Chongorói

A triste realidade em Chongorói

Director do jornal O PAÍS. obrigado pela oportunidade… Escrevo a partir da cidade do Lubango, província da Huíla, muito triste.

O homicídio que aconteceu no município do Chongoroi, na província de Benguela, comoveu a mim e também a sociedade angolana. A jistifi cação feita dada pelo pai, que enforcou as duas crianças e ele próprio, deixa-me sem palavras. A mulher o deixou por perder o emprego e não ter o que dar à família, o pão nosso de cada dia.

As motivações que levaram o pai a cometer este crime deve ser estudado por uma equipa multidiscipliar nas academias do país. Isto tem que ser travado, porque como aquele pai, muitos não gostariam de ver tal facto a acontecer. É verdade que as condições sociais e fi nanceiras estão difíceis em todo o país faz tempo.Mas, é importante manter a calma e acreditar que quem governa vai ajudar os cidadãos a contornarem a pobreza e outras difi culdades de natureza emocional.

O suicídio é um fenómeno estudado há anos e ele tem motivações múltiplas, mas, quanto mais se criarem condiçoes para se fi car distante dele melhor. As crianças, que Deus os tenha, não tiveram qualquer culpa na relação do casal, logo é uma trsiteza ver petizes partir sem dar qualquer contributo ao país. Peço que as autoridades fiquem mais atentas aos problemas sociais que assolam Angola e o resto dos seus fi lhos.

A coisa não está fácil e quem está a governar deve ter em atenção tais fenómenos, sob pena de não hipotecar gerações inocentes nesse processo de passagens de pastas, ou seja, de mudança de gerações. Triste realidade no Chongorói! Gabriel A. P. Lombito, Huíla

leave a reply