Ministro de Estado reitera que uso da máscara é obrigatório no país

Face à má interpretação, por parte de algumas pessoas, do Decreto Presidencial da Situação de Calamidade Pública, que começou a vigorar, ontem, 9 de Setembro, no país, sobre as medidas de protecção individual, o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, voltou a afi rmar que o uso da máscara facial em locais públicos e mercados continua a ser obrigatório no país

Com o objectivo de clarificar a informação passada, no dia 8 do corrente mês, sobre as medidas excepcionais relativas à Situação de Calamidade Pública, o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, reafirmou que continua a ser obrigatório o uso da máscara facial na via pública, nos espaços fechados de acesso público, nos transportes públicos, na venda ambulante e nos mercados continua a ser obrigatório.

O governante, que falava na actualização dos dados sobre a pandemia da Covid-19, no país, explicou que o uso da máscara é um dos principais elementos de diminuição de potencial propagação.

No entanto, esclareceu que os taxistas que usam a viatura para transporte colectivo mesmo que estejam sozinhos devem usar a máscara, porque presta serviço público e a qualquer momento pode entrar alguém na sua…

 

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para [email protected] e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.

leave a reply