Angola aponta conflitos armados entre os desafios de África

O Representante Permanente de Angola junto da União Africana (UA), Francisco da Cruz, considerou esta quinta-feira, em Addis Abeba, Etiópia, que os conflitos armados, o terrorismo e o extremismo violento estão entre os maiores desafios à paz e segurança em África

Segundo o embaixador Francisco da Cruz, que falava, por vídeo-conferência, na 10ª sessão do Comité de Representantes Permanente (CRP) da UA, esses factores se agravam, sobretudo, neste ambiente de crise económica, social e humanitária, causado pela pandemia da Covid-19.

Na sua intervenção, Francisco da Cruz lamentou a persistência dos conflitos armados, terrorismo e extremismo violento, assim como a instabilidade do continente, não obstante os esforços conjugados dos estados membros e da UA na busca de “soluções africanas para os problemas africanos” e, fundamentalmente, com recursos do continente.

“Angola apoia as iniciativas para silenciar as armas no continente e considera importante combater as causas profundas dos conflitos, nomeadamente, reconhecendo que o desenvolvimento, a paz e segurança, bem como os direitos humanos estão interligados e se reforçam mutuamente, para garantir uma partilha justa das oportunidades económicas e sociais e o reforço do Estado de Direito no continente”, sublinhou.

 

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para [email protected] e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.

 

leave a reply