Falta amadurecimento e aceitação voluntária de todas as forças políticas para se arrancar com o processo de transformação em partido político, diz Alexandre André

Falta amadurecimento e aceitação voluntária de todas as forças políticas para se arrancar com o processo de transformação em partido político, diz Alexandre André

O presidente do Partido de Aliança para Democracia e Desenvolvimento de Angola – Aliança Patriótica ( PADDA-AP), Alexandre Sebastião André, disse, ontem, em Luanda, que não há ainda um consenso inequívoco entre os seis partidos que compõem a CASA-CE para transformação imediata da Coligação em partido político.

Falando em exclusivo aO PAÍS, Alexandre Sebastião referiu que, apesar de os partidos constituintes nunca terem negado categoricamente a transformação da CASA em partido político, ainda não existe o momento oportuno ou da combinação das opiniões para se concretizar essa transformação. O político afirmou que, desde o início do processo, os distintos partidos políticos têm defendido a transformação num momento próprio, depois de se fazer um entrosamento preciso e de inclusão dos hábitos, costumes, ética e respeito mútuo.

“O processo da transformação continua em pé. Na altura, a outra parte queria que a transformação fosse feita a ferro e fogo, já os partidos políticos exigiam que fosse num momento oportuno”, disse.

 

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para [email protected] e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.

 

leave a reply