Pacientes do Hospital Municipal de Chipindo defecam ao ar livre

Os pacientes internados no Hospital Municipal do Chipindo, província da Huíla, defecam ao ar livre, pelo facto de as casas de banho da referida unidade se encontrarem inoperantes há vários anos

A denuncia foi feita, a OPAÍS, pacientes internados durante uma visita de Trabalho que o Governador Provincial da Huíla, Luís Nunes, efectuou, até ontem, àquela municipalidade, que dista da cidade do Lubango cerca de 456 quilómetros.

Por falta de local apropriado para satisfazerem as necessidades fisiológicas, os camados, com diferentes enfermidades, são obrigados a recorrerem a um terreno baldio que se encontra próximo à unidade sanitária.

Lúcio Lara Jongolo, de 27 anos, internado há três dias por conta de um paludismo, explicou que a situação tem causado muitos constrangimentos no que toca a promoção da saúde pública. “É constrangedor ter que ir defecar na mata só porque as casas de banho do Hospital não funcionam. Também é um risco para a saúde, tendo em conta que as fezes podem ser uma fonte de doença”, disse.

POR: João Katombela, no Chipindo

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para [email protected] e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.

 

 

 

 

leave a reply

O Pais

Deve ver notícias