País registou mais de 800 mortes causadas por acidentes de viação em seis meses

País registou, no primeiro Semestre, mais de quatro mil acidentes de viação, numa altura em que a sinistralidade rodoviária continua a ser, no país, a segunda causa de morte, depois da malária

O Conselho Nacional de Viação e Ordenamento de Trânsito (CNVOT) realizou, ontem, em Luanda, a sua primeira Sessão Ordinária, sob orientação do Vice- Presidente da República, Bornito de Sousa, tendo analisado, entre outros documentos, o Relatório de Balanço do primeiro Semestre sobre a sinistralidade rodoviária em Angola.

O documento, que avalia os indicadores mais recentes da sinistralidade e o comportamento dos acidentes de viação ao longo do ano em curso, revela que, de Janeiro a Junho, ocorreram, em todo o território nacional, quatro mil e 446 acidentes ( menos 634) em relação ao período homólogo de 2019, correspondendo a uma redução de sete por cento.

O relatório revela, ainda, que ocorreram, de igual modo, em todo o país, 886 mortes (menos 206) em relação ao período homólogo, correspondendo a dez por cento, e quatro mil e 852 feridos (menos 578) comparado ao período homólogo, correspondendo a seis por cento.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para [email protected] e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.

leave a reply

O Pais

Deve ver notícias