Editorial: O caso Namibe

Quem tinha do deserto a imagem de um lugar inóspito, muito por conta das características agrestes que o terreno nos oferece, estaria longe de imaginar que a dado momento da vida deste país se transformasse no espaço mais seguro.

Longe da falta de água e das altas temperaturas, oscilando aos quase 40 graus centígrados as terras da Welwitcha Mirabilis são hoje as mais seguras no que a Covid-19 diz respeito.

Cercada, mesmo fazendo fronteira com a Namíbia e províncias com casos de infecção que deixam de rasto meio mundo, incluindo os países mais poderosos, a província do Namibe apresentou-se, até ontem, como a única que não registou nenhum infectado em todo o país.

Por mais que se apele aos santos, anjos e arcanjos, algum mérito deve ser dado a Archer Mangueira e sua equipa pelos resultados exibidos até ontem pela Comissão Interministerial de Combate à Covid 19. No leque dos mais de 4 mil casos registados, de forma directa ou indirecta, nenhum deles ocorreu na província do Namibe.

Ser último neste contexto, mesmo que surja algum, faz com que as autoridades locais se preparem mais e criem condições para que o surgimento de uma possível infecção seja encarada como uma situação normal, a julgar pela experiência já adquirida de outras localidades

leave a reply

O Pais

Deve ver notícias