União Europeia apoia artes e cultura dos PALOP com 7,8 milhões de euros

União Europeia apoia artes e cultura dos PALOP com 7,8 milhões de euros

A União Europeia disponibilizou perto de 8 milhões de euros para financiar projectos de geração de empregos e rendimentos sustentáveis no sector da música, artes cénicas e literatura infanto-juvenil nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor leste.

Trata-se do programa de Subvenções PROCULTURA dirigido na passada Sexta-feira, em Maputo pelo embaixador da União Europeia, António Sánchez-Benedito. “Nós queremos trabalhar na cultura não de uma maneira tradicional, com as manifestações culturais, mas sobretudo fazer uma ligação muito estreita com uma criação de oportunidades de emprego e rendas, sobretudo para os mais jovens”, explicou o embaixador da União Europeia, António Sánchez-Benedito.

O financiamento ora lançado em Maputo, conforme noticia O País de Moçambique, compreende três lotes para a atribuição de subvenções aberto até 9 de Novembro de 2020, a candidaturas de entidades dos sectores público e privado. O primeiro lote de financiamento varia de 20 mil a 35 mil euros, o segundo de 500 mil a 1 milhão de euros e o terceiro de 300 mil a 600 mil euros.

“O lançamento dessas subvenções surge com uma relevância acrescida e uma grande oportunidade no actual contexto”, disse Carolina Cordeiro, encarregada de Negócios de Portugal. O projecto já está a apresentar resultados promissores, fornecendo bolsas de estudo para licenciatura e mestrado para estudantes moçambicanos. Além disso, o PROCULTURA fornece apoio técnico e financeiro para reforço de produtos e serviços na área.

Estas acções estão, com certeza, a contribuir para alavancar o sector cultural como uma área crucial para o desenvolvimento dos nossos países, tendo como enfoque a juventude, a mulher, incluindo a criança, criando mais postos de trabalho e condições básicas para difusão e comercialização da música e artes cénicas”, avançou o Ministro Conselheiro da União Europeia, Vicente Manuel.

PROCULTURA é um projecto do Programa PALOP-TL-EU financiado pela União Europeia, co-financiado e gerido pelo Instituto Camões e Fundação Calouste Gulbenkian e tem por objectivo contribuir para o reforço da economia criativa e cultural, incentivar a profissionalização e transformação do sector cultural, promovendo a empregabilidade e inclusão de mulheres e jovens.