Erdogan pede que turcos boicotem produtos franceses contra agenda “anti-Islão”

O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, pediu, nesta Segundafeira, que os seus compatriotas boicotem produtos franceses e exortou os líderes da União Europeia a deterem a agenda “anti- Islão” do líder da França, Emmanuel Macron

Pelo terceiro dia consecutivo, Erdogan disse que o presidente francês precisa de um exame de saúde mental, repetindo uma repreensão que levou a França a retirar o seu embaixador de Ancara no final de semana. “Assim como eles dizem ‘não comprem produtos de marcas turcas’ na França, estou a pedir a todos os meus cidadãos daqui a nunca ajudarem marcas francesas ou as comprarem”, disse Erdogan.

A França é a décima maior fonte de importações da Turquia e o segundo maior mercado das suas exportações, de acordo com o instituto de estatísticas da Turquia. Entre as grandes importações francesas, os carros do país estão entre os mais vendidos em solo turco. As acções da unidade turca da empresa franco-norte-americana de equipamentos de telecomunicação Alcatel Lucent recuaram 10% na bolsa de valores de Istambul após os comentários de Erdogan.

“Líderes europeus com visão de futuro e moral devem derrubar os muros do medo”, disse Erdogan num discurso no início de uma semana de actividades na Turquia para comemorar o aniversário do profeta Maomé. “Eles devem pôr fim à agenda anti- Islão e à campanha de ódio que Macron está a liderar.” Macron prometeu combater o “separatismo islâmico”, que diz estar a ameaçar dominar algumas comunidades muçulmanas francesas.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!