Arménia diz que forças karabakh deixam a cidade enquanto cessar-fogo apoiado nos EUA parece falhar

A Arménia reconheceu durante a noite que as forças de Nagorno-Karabakh se haviam retirado de uma cidade estratégica entre o enclave e a fronteira iraniana, um aparente ganho militar para o Azerbaijão, uma vez que um novo cessar-fogo intermediado pelos EUA não conseguiu acabar com um mês de combates

Azerbaijão, aliado da Turquia, vem tentando, desde então, recapturar Nagorno- Karabakh, uma região separatista povoada e governada por arménios étnicos. Os piores combates em décadas na área mataram centenas de pessoas e correm o risco de atrair a Turquia e a Rússia para um conflito regional. O oficial do Ministério da Defesa arménio, Artsrun Hovhannisyan, disse numa conferência de imprensa, na tarde desta Segunda-feira, que as forças étnicas arménias haviam desistido do assentamento de Gubadli ao Sul do enclave “para evitar perdas desnecessárias”, mas a situação “não era crítica”.

Os ganhos militares do Azerbaijão poderiam dificultar uma solução diplomática. Ele e a Turquia rejeitam qualquer solução proposta que permita aos arménios permanecer no controlo do enclave. A Arménia diz que não se retirará do território que vê como parte de sua pátria histórica, onde a população precisa de protecção. Os dois países concordaram com um cessar-fogo no Domingo, quando os seus ministros das Relações Exteriores se reuniram separadamente com o secretário de Esta- DR do dos EUA, Mike Pompeo, em Washington. Mas a trégua parece ter tido pouco impacto; dois cessar-fogos anteriores intermediados pela Rússia foram largamente ignorados.

Batalhas localizadas estavam a ocorrer ao longo de várias partes da linha de frente na manhã de Terçafeira, disse o Ministério da Defesa de Nagorno-Karabakh num comunicado. O Ministério da Defesa do Azerbaijão descreveu os combates concentrados em três áreas de linha de frente.“A situação na zona de conflito permaneceu relativamente estável e tensa durante toda a noite. Os duelos de artilharia continuaram em algumas áreas”, disse o ministério da defesa de Nagorno-Karabakh. Ele disse num comunicado que os projécteis haviam caído nas cidades de Martuni e Martakert, bem como aldeias na parte Norte da região de Askeran. O Ministério da Defesa do Azerbaijão disse num comunicado que as suas posições militares e assentamentos perto da linha de frente haviam sido disparados e que o combate continuou principalmente nas regiões de Khojavend, Fizuli e Gubadli.

O Grupo OSCE Minsk, formado para mediar o conflito e liderado pela França, Rússia e Estados Unidos está programado para se encontrar com os ministros das Relações Exteriores arménio e azeri em Genebra, em 29 de Outubro. A Turquia exigiu um papel maior no organismo mediador. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Turquia, Hami Aksoy, disse, na tarde desta Segunda- feira, que “conversações orientadas a metas em consonância com as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas e as leis internacionais” eram necessárias para que as conversações envolvendo o Grupo Minsk produzissem resultados.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!