Jovem que atropelou mortalmente a namorada condenado a 19 anos de prisão

O Tribunal Municipal de Viana condenou, hoje, o jovem Alcides Pedro dos Santos “Metuza”, de 33 anos, por ter ficado provada a sua autoria no crime que vitimou mortalmente a ex-namorada, Jael Tamara, de 23 anos. Metuza foi condenado em primeira instância a 19 anos e 6 meses de prisão e ao pagamento de 2 milhões de Kwanzas de indemnização à família da vítima

É um caso que remonta ao ano passado, 2019, no dia 11 de Setembro, no município de Viana. Alcides dos Santos, mais conhecido por “Metuza”, casado, contabilista, mantinha uma relação extra-conjungal com Jael Tamara, embora esta não tivesse conhecimento que o cidadão em causa era casado, como confirmam os familiares. Naquele dia, Esmeralda, uma das amigas de Jael, tinha reunido os seus amigos numa bomba de combustível para comemorarem o seu aniversário.

A dada altura, Alcides apareceu com a sua viatura, chamou Jael para o acompanhar e esta recusouse. Proferiu palavras ofensivas contra a vítima e desferiu-lhe uma chapada no rosto. “Insatisfeito, direccionou a viatura e embateu contra a infeliz tendo-a arrastado aproximadamente três metros.

Os amigos ainda a socorreram, levando-a até ao Hospital Geral de Luanda, mas não resistiu aos ferimentos e acabou por perder a vida, quatro dias depois”, leu a juíza da causa, Josefina Gomes. Assim, Alcides Pedro dos Santos “Metuza” foi condenado a 19 anos e seis meses de prisão, a indemnizar a família com 2 milhões e 500 mil Kwanzas, bem como a pagar 100 mil Kz de…

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.

 

leave a reply

O Pais

Deve ver notícias

error: Conteúdo Protegido!