EUA vendem petróleo apreendido de 4 navios iranianos e impõem mais sanções

Washington capturou os petroleiros em Agosto e, desde então, vendeu 1,1 milhão de barris de petróleo refinado, avaliado em USD 40 milhões. Os Estados Unidos venderam todo o petróleo a bordo de quatro navios iranianos que a Marinha dos EUA capturou há meses a caminho da Venezuela, revelou, na Quinta-feira (29), John Demers, sub-secretário de Justiça e procurador-geral assistente para a Segurança Nacional. “Em Agosto de 2020, o tribunal distrital emitiu um mandado de apreensão in rem [em jurisdição de uma corte] e os Estados Unidos transferiram posteriormente aproximadamente 1,1 milhão de barris de petróleo refinado dos quatro navios. Os Estados Unidos já venderam e entregaram esse petróleo”, disse Demers em conferência de imprensa. O Departamento do Tesouro, entretanto, impôs sanções a indivíduos e entidades responsáveis pela venda, acrescentou Demers.

Demers explicou que, a 20 de Julho, a Divisão de Segurança Nacional e a Procuradoria do Distrito de Columbia (Washington) dos Estados Unidos apresentaram uma queixa no Tribunal Distrital dos Estados Unidos, que buscava o confisco do petróleo refinado iraniano de quatro embarcações de bandeira estrangeira com destino à Venezuela. A receita da venda do petróleo apreendido, mais de USD 40 milhões, será fornecida ao Fundo para as Vítimas do Terrorismo após a conclusão do caso, acrescentou o alto responsável. O Departamento do Tesouro dos EUA disse, num comunicado, que o seu Escritório de Controlo de Activos Estrangeiros (OFAC, na sigla em inglês) havia sancionado oito entidades sediadas no Irão, China e Singapura pelo seu envolvimento na venda e compra de produtos petroquímicos iranianos

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!