Editorial: O bom exemplo de Queiroz

Editorial: O bom exemplo de Queiroz

Quando se sentiu acometido pela doença, o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, para se evitar especulação, escreveu um texto dando a conhecer o seu estado de saúde, anunciando que se encontrava em tratamento na Clínica Girassol, ao KM 27.

Trata-se do mesmo espaço em que esteve o então governador do Uíge, o jovem Sérgio Luther Rescova, como anunciado na nota de pesar do Presidente da República. Ontem, depois de recuperado, o governante aproveitou as câmaras da Televisão Pública de Angola para transmitir o que viveu no hospital, altura em que também temeu que fosse perder a vida.

Infelizmente, ao contrário do que ainda acreditam alguns cidadãos angolanos, entre os quais jovens, a Covid-19 existe e ainda não tem cura. Mais de um milhão de pessoas em todo o mundo perderam a vida e em Angola 315 morreram e 13.057 casos foram confirmados. Quando um governante dá a cara nestes casos, alterando o paradigma da comunicação, ajuda igualmente a sensibilizar o mais pacato cidadão sobre um perigo existente.