Mais de 20 técnicos destacados em centros de quarentena reclamam da falta de alimentação

Alguns técnicos de saúde confidenciaram ao Jornal OPAÍS que, nos últimos tempos, têm vindo a atravessar várias dificuldades devido à falta de alimentação. Segundo denunciam, a quem esteja a cumprir 24 horas de serviço e beneficia apenas de uma refeição por dia, facto que, entretanto, deixa agastados muitos deles.

Associado a isto, está o facto de a comida chegar apenas ao cair do dia, por volta das 16 horas, quando devia ser às 13, por ser o horário reservado ao almoço em todo o país.

Sem nunca perderem de vista a componente crítica, desta feita, dirigida ao Gabinete que tem à testa Manuel Cabinda, os queixosos dizem que, muitas vezes, se vêem obrigados a mendigar parte da comida que o Gabinete de Assistência Social serve a pacientes internados em centros de quarentena.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.