Peculato // SIC investiga supostos parceiros de Levi na gestão danosa da Administração do Lubango

O homem que geriu os destinos do município sede da província da Huíla, no período compreendido entre 2012 a 2014, foi detido, na manhã de Quinta-feira, 12, em cumprimento de um mandado de captura emitido pela Procuradoria-Geral da República local.

Apesar da observância do princípio do segredo de justiça, o terceiro subchefe, Sebastião André Vika, informou que há que se esperar pelos resultados das diligências em curso, uma acção que exige maior atenção dos investigadores. “Temos que esperar pelos passos subsequentes, porque há diligências por se concluir e, posteriormente, hão-de ser arroladas testemunhas.

Com base nisso, o processo vai determinar se existe ou não mais elementos envolvidos neste caso”, assegurou. A detenção de Silvano Levi surge na sequência de uma investigação que ocorre já há algum tempo neste órgão do Ministério do Interior, no âmbito do combate à corrupção. “Há aqui indícios do seu presumível envolvimento em crimes de peculato e de associação criminosa”, frisou o terceiro subchefe, Sebastião Vika.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.