o editorial: Encontro geracional

o editorial: Encontro geracional

Por iniciativa do Instituto Nacional da Juventude, um grupo de jovens reuniu- se em Kifangondo com algumas personalidades que jogaram um papel preponderante no alcance da independência e outros que estiveram associados a outros feitos que permitiram ter a Angola que hoje vemos. Numa fase em que se assistem no país momentos turbulentos, designados pelas autoridades como arruaça, e pelos jovens manifestantes como simples reivindicações, a aproximação entre os mais velhos e os mais novos tende sempre a criar um ambiente positivo.

Se, por um lado, estão os que tornaram este país independente, depois de mais de quase duas décadas de luta armada, no outro põlo estão aqueles que se afiguram como os que têm a missão de preservar estes ganhos, a consolidação da democracia e o desenvolvimento científico, económico e social. As várias situações por que passamos, antes e depois da independência, e sobretudo após o longo conflito armado que vivemos até 2002, demonstraram que o diálogo sempre foi a melhor opção.