Cidadão detido por tentar vender produto que lhe foi dado a guarda pela PGR

Cidadão detido por tentar vender produto que lhe foi dado a guarda pela PGR

Um cidadão chinês, de 32 anos de idade, foi detido preventivamente por tentar comercializar 605 sacos de 1/25kg de farinha de milho que lhe havia sido dado a guarda pela Procuradoria-Geral da República, como fiel depositário. Porém, o Tribunal de Comarca de Benguela viu-se obrigado a soltá-lo, mediante ao pagamento de caução, pelo facto de o processo ter alegadamente sido mau instruído pelos peritos do Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Constantino Eduardo, em Benguela

A história começou no dia 30 de Outubro do corrente ano, quando uma equipa do SIC procedeu a apreensão de 605 sacos de 1/25kg de farinha de milho, por se encontrarem em mau estado de conservação e atentarem contra a saúde pública, no interior da fábrica de milho SIL – G – Business, no bairro do Calombutão, no município de Benguela. A operação foi desencadeada em resposta à uma denúncia que chegou ao piquete deste órgão do Ministério do Interior, por intermédio de populares, que apontava que aquela indústria de fuba estaria a comercializar produtos impróprios para o consumo.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.