Novo presidente da CIRGL pede cooperação para combater grupos armados

João Lourenço fez esta afirmação, ontem, depois de Angola assumir, pela segunda vez, a presidência da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos, após ter sido eleita na VIII Cimeira Ordinária dos Chefes de Estado e de Governo.

Durante o mandato de Angola, de dois anos, pediu para, também, trabalhar em conjunto para fazer respeitar os acordos de paz concluídos na região e trabalhar para o levantamento das sanções impostas ao Burundi, o embargo de armas imposto à República Centro Africana, bem como o combate à Covid-19.

No seu pronunciamento, o novo presidente da CIRGL destacou os passos positivos que se verificam na melhoria das relações entre o Uganda e o Ruanda, bem como os esforços que estão a ser feitos para a normalização das relações entre o Burundi e o Ruanda.

Afirmou que Angola assume esta responsabilidade num momento marcado por inúmeros desafios, nomeadamente a pandemia da Covid-19, os conflitos que causam instabilidade e a luta comum para o desenvolvimento económico e social.

 

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.
Faça já a sua subscrição!
Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.