Crispação na FNLA prossegue com a figura de dois secretários-gerais

Crispação na FNLA prossegue com a figura de dois secretários-gerais

A apresentação, na ultima Sexta-feira, do novo secretário-geral da FNLA, Aguiar Laurindo, voltou a acender o cenário de crispação no partido. Ontem, a ala contrária ao presidente do partido, Lucas Ngonda, deixou claro a OPAIS que não está de acordo com a indicação de Aguiar Laurindo na secretária-geral da organização fundada por Holden Roberto.

Jerónimo Makana, o porta-voz do partido, adiantou que, para os próximos dias, vão realizar uma conferência de imprensa para mostrar a posição da ala oposta a Lucas Ngonda sobre a atitude deste em indicar um outro secretário-geral do partido quando ainda decorre, no tribunal Constitucional, o processo de impugnação sobre a destituição de Pedro Dala, antigo secretário-geral. Em Agosto último, Pedro Dala foi destituído do cargo de secretário-geral do partido por Lucas Ngonda, que o acusou de nepotismo, desvio das contribuições dos membros do partido na Comissão Nacional Eleitoral (CNE), bem como violação do pacto de reunificação e reconciliação do partido.

Jerónimo Makana disse que as acusações de Lucas Ngonda continuam sem fundamentos por não existirem provas. Porém, face às acusações, referiu que um processo de impugnação da decisão do presidente do partido já foi entregue ao Tribunal Constitucional e, enquanto não houver um parecer definitivo do órgão de justiça, Pedro Dala continua a ser o único secretária-geral do partido.

Leia mais na edição em PDF do Jornal OPais Diário.

Faça já a sua subscrição!

Envie um e-mail para info@opais.co.ao e tenha acesso à todas as notícias na íntegra.