A estratégia neo-otomana de recep erdogan

A estratégia neo-otomana de recep erdogan

Usar a História, encontrar na História e nas histórias da comunidade “um passado útil” é uma arte. Uma arte que, num mundo onde as identidades religiosas e nacionais voltam a valer, alguns líderes sabem e praticam melhor que outros. Podem chamar-lhes populares ou, pejorativamente, populistas.

Mas . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta